segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

O BLÁ-B LÁ-B LÁ do SALARIO MINIMO

Comenta O INDIGNADO:
Com a Casa Mater da corrupção inativa(recesso do congresso Nacional), o governo federal trava entre aspas, a discursão do mísero aumento do salario mínimo, entre os políticos da fajuta oposição e o bloco sindicalista, este na verdade querendo mais obter vantagens e colocar 'seu bloco na rua', leia-se: ser notícia na imprensa, que propriamente defender o trabalhador sindicalizado. Na tarde de hoje, em entrevista coletiva o ministro Mantega, varticinou : "o novo valor do SM, será de R$545,00 a partir de 1º de fevereiro. A opinião pública e empregadores, ficam sem saber realmente valores e vigencias. Outrora, a data era 1º de maio, doloroso dia do trabalhador. O "MAROLINHA" aceitou tantas mudanças em datas-base e congêneres que, continua a maior confusão e disse-que-disse insiste em ser a notícia mais verdadeira. Achamos cômico todo esse embate, pois quando se trata do aumento dos próprios salarios, reuniões e plenárias são realizadas rapidamente determinando percentuais e vigencias. Pelo exposto, sou obrigado a concordar com a ex-prefeita de Marta Suplicy e tambem declarar: "O povo não passa de um mero detalhe" e o trabalhador brasileiro deve 'relaxar e gozar".
E ACRESCENTO: A SACANAGEM VAI CONTINUAR.

Um comentário:

Lena Simões disse...

E a Rainha Dil-má ainda vai emperrar todas as nomeações do 2º escalão para que o Congresso vote esse mínimo vergonhoso. O pior é que não dá o menor tesão esperar pelos nomes dos que vão ocupar as estatais. São sempre os mesmos, é uma mera DANÇA DE CADEIRAS. Um abraço,
Lena