segunda-feira, 28 de março de 2011

A BANALIZAÇÃO DA CORRUPÇÃO.

Segundo pronunciamento na tribuna do senado, o senador Alvaro Dias(PSDB/PR), 2,5% da verba da sáude, cerca 662 milhões é desviado na farmacia popular do Brasil.

COMENTA O INDIGNADO:

O montante denunciado é apenas e tão somente 2,5% e equivale a cifras nesse patamar tão grave e assustador, mas infelizmente não mais causa espécie à nação. A certeza da impunidade é tanta, que, há algum tempo banalizou a corrupção. Recuso-me por pura indignação, a expor aqui o equivalente aos 100% do roubo. E a saúde no país está na UTI. Em Vitória(ES), o maior hospital público está superlotado de pacientes, com muitos deles sendo postos no corredores e em macas improvisadas por total falta de leitos e equipamentos, levando pacientes em estado grave à óbitos e a revolta dos próprios profissinais da medicina, os quais entraram com ação junto ao Ministério Público Federal. E a presidente Dil-Má ainda quer a qualquer custo reeditar a antiga CPMF, rebatizando com outro nome e, consequentemente abastecer ainda mais os desvios, alimentando por via de consequencia a corrupção. Não! Chega das mutretas das MPs. Chega de escorchar o contribuinte!

Um comentário:

Maria José disse...

Infelizmente, a certeza da impunidade acarreta crimes mais organizados e planejados. Grande abraço.